https://www.poetris.com/
 
Sonetos : 

Agora

 
Tags:  porta    ilusoes    Inês  
 
Open in new window














Agora

Agora que os dias caminham como caracol
Agora que os anos passam tão rapidamente
Agora que os domingos têm pouco Sol
Agora que as novidades estão ausentes

Agora que as emoções já são tão raras
Agora que as ilusões não estão presentes
Agora que se acabaram todas as farras
Agora que as esperanças estão dormentes

Agora é preciso caminhar mais devagar
Agora poucas novidades iremos encontrar
Agora, muitos dizem que a Inês é morta

Agora que muitos amigos foram se embora
Agora pela perda de amigos a gente chora
Agora é quase hora de se fechar a porta.

jmd/Maringá, 06.06.10




verde

 
Autor
João Marino Delize
 
Texto
Data
Leituras
585
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
0 pontos
0
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.