https://www.poetris.com/
 
Poemas -> Saudade : 

Ai que saudade

 

Ai que saudade,
dessas sentimentalidadeds
Que fazem arder,
a fonte de toda inspiração que me sufoca

Ai que saudade,
daquele ar de juventude
Onde tudo é recém chegado
Onde a primavera tem cheiro de outono,
aquecendo como verão
E deixando as marcas do inverno

Ai que saudade,
daquelas tardes,onde tudo era lícito
mas nem tudo convinha
Onde o vento soprava suavemente
os nossos cabelos
E os murmúrios das pixaçôes
invadiam nossa alma
Nos tornando tão transgressores quanto elas

Ai que saudade,
Saudade essa que nem o tempo há de apagar
Saudades que vem e vão,mas nunca se apagarão

Que marcam como o último gole de vinho
Deixando aquele suave gosto de fruta mordida
Adormecida nas paredes da memória
Onde só restam os ais da saudade.


(Dedicado à E.M.Abrhão Jabour e a todos que estudaram comigo)




 
Autor
lolly
Autor
 
Texto
Data
Leituras
951
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
2 pontos
2
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
TRIGO
Publicado: 19/06/2010 10:20  Atualizado: 19/06/2010 10:20
Colaborador
Usuário desde: 26/01/2009
Localidade: Cabeça-Boa - Torre de Moncorvo
Mensagens: 2309
 Re: Ai que saudade
...
ola lolly

Ai que saudade,
daquele ar de juventude
Onde tudo é recém chegado


Sabes uma coisa?
Escreves
bem! Continua
assim, a dar asas à tua alma



beijo

Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 25/06/2010 18:25  Atualizado: 25/06/2010 18:25
 Re: Ai que saudade
"que saudade,
daquelas tardes,onde tudo era lícito
mas nem tudo convinha"

Bonito isso, esse conhecimento de parametros.
Gostei

Abraços - Pedro