https://www.poetris.com/
 
Poemas : 

Presente de Hoje... Dueto

 

Hoje dedico-te…

O meu olhar…

Consagro-te este momento,

preso nas malhas do pensamento…

Construindo a minha rede…



Hoje recebo

…tua codificação desmesurada…

Palavras que me dedicas…

E tocam meus lábios…

Páginas de tua sede…



Uma trama…

Conspiração…

Carinho do meu coração…



Um bailado…

Oriundo de náusea insana.

dependente de propagação…



Hoje serei…

O moliceiro…

Que faz da minha escrita

O moliço…

O afago…

A meiguice que esconde

tristeza suave…

A carícia perdida…

A fuga dos sentidos…

O arrebatamento da alma…

Veemência gentil…



Hoje serei…

Território abraçado…

Alma sorvida

por estrelas caladas…

Luzes…

Fugas…

Erupções premeditadas…



Hoje usei…

O ímpeto

das palavras...

O Impulso irreverente...

A agressividade agridoce…

A medida correcta…

O agitar subtil…

Borbulhar…



Hoje fui usado…

Numa pintura agreste…

Numa palavra pedestre…

Que caminha para mim…

Cocaína celeste,

que me droga

na calçada de armim…



Ergo…

meu cálice

e degluto contigo…

Presenteio-te…

Neste teu dia, com a “Quimera”

das palavras…



Seguro contigo,

essa taça caramelizada,

mel que escorre,

de teu presente antigo

que recebo em nossas mãos

em esfera…


Ana P. / JC Patrão

 
Autor
ARCO-ÍRIS_NEGRO
 
Texto
Data
Leituras
540
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
4 pontos
4
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
antóniocasado
Publicado: 01/08/2010 15:41  Atualizado: 01/08/2010 15:41
Colaborador
Usuário desde: 29/11/2009
Localidade:
Mensagens: 1657
 Re: Presente de Hoje... Dueto
Ola

Adorei esta forma literária de descrever algo como a paixão.
Está lindo, os meus parabéns.

antóniocasado


Enviado por Tópico
AnaCoelho
Publicado: 01/08/2010 17:16  Atualizado: 01/08/2010 17:16
Colaborador
Usuário desde: 09/05/2008
Localidade: Carregado-Alenquer
Mensagens: 12081
 Re: Presente de Hoje... Dueto
Palavras bem entrelaçadas de dois poetas que admiro, parabéns pelo dueto.

Beijinhos aos dois