https://www.poetris.com/
 
Poemas : 

Morte súbita

 
Absorvido pela nostalgia
Desceu ao chão, que tormento
No mingar das horas desse dia
Fundiu-se o seu pensamento.

Absorto em cuidados, infiéis
Subiram aos céus sem reputação
Os de fraudulentos, baixareis
Na roda dolente da indignação.

Eloquente, paciente e ante duro
Desfalece lentamente, arrebatado
No seu sudário, impuro
Adormeceu pela ira do pecado.

Foi enfermo, grave, intermitente
E faleceu imerso o soberano
Não ouve cura ao paciente
Ou talvez tenha havido algum engano.


 
Autor
mariagomes
 
Texto
Data
Leituras
1249
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
10 pontos
10
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
carolcarolina
Publicado: 30/08/2010 12:06  Atualizado: 30/08/2010 12:06
Colaborador
Usuário desde: 24/01/2010
Localidade: RS/Brasil
Mensagens: 9297
 Re: Morte súbita
Querida Amiga
Poetisa Maria!

Um poema triste mas muito bem escrito.
Absorvido pela nostalgia, é a nostalgia por vezes mata.
Bjinhos
♫Carol

Enviado por Tópico
rosafogo
Publicado: 30/08/2010 15:59  Atualizado: 30/08/2010 15:59
Colaborador
Usuário desde: 28/07/2009
Localidade:
Mensagens: 9599
 Re: Morte súbita
Quando a morte chega sem ser esperada, sentimos a nossa fraqueza, vamo-nos abaixo, e quem fez uma caminhada conjunta não é fácil, mas a vida é assim
mesmo.

Triste hoje teu poema Maria ma snem por isso menos belo.

beijinho grande

Enviado por Tópico
Beija-Flor76
Publicado: 30/08/2010 20:26  Atualizado: 30/08/2010 20:26
Colaborador
Usuário desde: 23/02/2010
Localidade: PORTUGAL
Mensagens: 2058
 Re: Morte súbita
Não será nenhuma novidade o quanto me fazem bem seus sonetos, este está de bradar aos ceus, e de certeza que não houve nenhum engano.

Beijinhos
Beija-flor

Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 30/08/2010 22:07  Atualizado: 30/08/2010 22:07
 Re: Morte súbita
Belo Maria, a morte é assim desce, mingua, arrebata... Por vezes tantos ainda preferem morrer do que nesta vida permanecer... Um beijão poetisa.

Enviado por Tópico
Betha Mendonça
Publicado: 30/08/2010 23:58  Atualizado: 30/08/2010 23:58
Colaborador
Usuário desde: 01/07/2009
Localidade:
Mensagens: 6741
 Re: Morte súbita
Minha amiga querida,
Ler-te é um privilégio e constante aprendizado.
Bjins, Betha.

Enviado por Tópico
AnaMartins
Publicado: 31/08/2010 15:22  Atualizado: 31/08/2010 15:22
Colaborador
Usuário desde: 25/05/2009
Localidade: Porto
Mensagens: 2221
 Re: Morte súbita
É soberba a tua forma de escrever poesia, Maria. Parabéns!É que este não me deixa muito a dizer!

Beijinho.

Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 01/09/2010 04:50  Atualizado: 01/09/2010 04:50
 Re: Morte súbita
Maria, estava fazendo falta, fiquei saudosa de ti.rs

Um soneto forte que mexe com as emoções. Muito bem escrito como sempre.

Obrigada por partilha teus poemas

Beijo no coração

Da amiga
Rosangela

Enviado por Tópico
Nanda
Publicado: 01/09/2010 08:01  Atualizado: 01/09/2010 08:01
Colaborador
Usuário desde: 14/08/2007
Localidade: Setúbal
Mensagens: 11186
 Re: Morte súbita
Maria,
Um belíssimo soneto que se aplicaria muito bem à justiça portuguesa, que para mim está morta, ou ainda aos bons valores.
Aguardemos...
Beijinhos
Nanda

Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 01/09/2010 20:04  Atualizado: 01/09/2010 20:04
 Re: Morte súbita
Que beleza,amei D++++!
Parabéns minha amiga!

Beijinhos ternos

Rosa

Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 04/09/2010 10:04  Atualizado: 04/09/2010 10:04
 Re: Morte súbita
Ola Maria, apesar de muito triste, morrer subitamente e' preferivel a uma morte lenta! O seu poema ficou muito bom! Parabens e beijos!