https://www.poetris.com/
 
Poemas : 

BARBUDA

 
BARBUDA

A história do velho fado
Que ainda hoje se estuda
P’la Severa foi cantado
Na taberna da Barbuda.

Mãe da Severa e fadista
Mulher de faca na liga
Mau feitio e imprevista
Sempre pronta a armar briga.

Trigueira e mal encarada
Com barba e aspecto rasca
Batia até madrugada
O fado na sua tasca.

Dizem que a Barbuda era
Mulher sem nobre passado
Mas por ser mãe da Severa
Ficou na história do fado !...

Euclides Cavaco

 
Autor
EUCLIDES CAVACO
 
Texto
Data
Leituras
807
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
0 pontos
0
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.