https://www.poetris.com/
 
Poemas : 

A raposa e as uvas

 
Tags:  amor    paixão    sexo  
 
O que não é, simplesmente é assim:

Começa rosa, acaba alecrim.
Selvagem, ao campo, resfolegando
por ser chita ao invéz de cetim.

Desprovendo do encanto
qualquer rosa em qualquer jardim
pelo simples movimento
de não poder dizer:
"É minha, é para mim!"

Tantas raposas, e mariposas
tantas rosas, brancas, carmim
tantas uvas que perdem o sabor
por as bocas não saberem
supor um melhor fim...





Ana Lyra

 
Autor
anakosby
Autor
 
Texto
Data
Leituras
2320
Favoritos
1
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
20 pontos
12
0
1
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
Conceição Bernardino
Publicado: 02/09/2010 14:17  Atualizado: 02/09/2010 14:17
Colaborador
Usuário desde: 22/08/2009
Localidade: Porto
Mensagens: 3332
 Re: A raposa e as uvas
olá Analyra,

será muita parra pouca uva?
Gostei da forma como retratas neste poema o egocentrismo

beijo




Enviado por Tópico
Alberto da fonseca
Publicado: 02/09/2010 14:55  Atualizado: 02/09/2010 14:55
Colaborador
Usuário desde: 01/12/2007
Localidade: Natural de Sacavém,residente em Les Vans sul da Ardéche França
Mensagens: 7113
 Re: A raposa e as uvas
Gostei tanto do teu poema, como das verdades que disses-te no comentári à conceição


excelente

bjs poetisa

A. da fonseca


Enviado por Tópico
Nitoviana
Publicado: 02/09/2010 15:15  Atualizado: 02/09/2010 15:15
Colaborador
Usuário desde: 10/04/2009
Localidade:
Mensagens: 648
 Re: A raposa e as uvas
Será que ainda ninguém descortinou que a raposa não quis comer as uvas porque é carnívora e não herbívora e anda a desgraçada a pagar a fama de ser desdenhosa!
Indo à parte séria, por vezes é melhor assim pensar do que andar a remoer o que poderia ter sido. Esta uma visão. Outra é, a maior nega que recebemos é a que damos a nós próprios por não tentarmos!
Um beijo Ana


Enviado por Tópico
VónyFerreira
Publicado: 02/09/2010 16:55  Atualizado: 02/09/2010 16:55
Membro de honra
Usuário desde: 14/05/2008
Localidade: Leiria
Mensagens: 9702
 Re: A raposa e as uvas
Ola Ana,
um poema enigmático que só tu
saberás que interpretação
quiseste dar.
Foi bom ler-te!
Beijo
Vóny Ferreira

Enviado por Tópico
jluis
Publicado: 02/09/2010 17:29  Atualizado: 02/09/2010 17:59
Colaborador
Usuário desde: 18/12/2009
Localidade:
Mensagens: 1532
 Re: A raposa e as uvas
Mas enquanto as uvas forem doces, que se comam, e quem lhes chegar!...
Adorei ler mais este. Parabéns
Beijo
JL

Enviado por Tópico
GeMuniz
Publicado: 02/09/2010 17:37  Atualizado: 02/09/2010 17:37
Colaborador
Usuário desde: 11/08/2010
Localidade: Brasil
Mensagens: 7283
 Re: A raposa e as uvas
Ou as bocas não conseguem dar um melhor fim para elas ou então são apenas bocas amargas e nem conseguem perceber se estão comendo uvas ou outro alimento... Se bem que em se tratando de raposas, sempre irão preferir a carne e, muito provavelmente, devoradoras que são, os dois... Filosofei bonito aqui em cima de suposições apenas, poeta... rsrs

bjss poeta!

Enviado por Tópico
Edilson José
Publicado: 02/09/2010 18:21  Atualizado: 02/09/2010 18:21
Colaborador
Usuário desde: 12/04/2008
Localidade: SP
Mensagens: 5591
 Re: A raposa e as uvas
Não é lá muito a "minha praia" dizer de técnica poética, mas em primeiro lugar gostaria de lhe dizer que adorei o ritmo.
E a idéia, o jeito de dizer dos gostos perdidos, mal degustados ou mal percebidos, é sensacional!
Parabéns ana!
Um beijo!
Edilson