https://www.poetris.com/
 
Poemas : 

CANÇÃO DO ESQUECIMENTO

 
Tags:  amor    vida    solidão    semente    suave    regaço  
 


Como Semente de mim mesma,
Pisei o Solo da Vida,
- e não pude sentir Solidão.

As primeiras Palavras
Ouvi-as desde o Berço
Dos lábios de minha Mãe.

As primeiras Palavras
Disseram-me
Que estava
No regaço
Do Amor.

Na vida,
Não pude
Ser Turbilhão...

Fui estrada
Calma e suave,
Em meio a mil
Caminhos
Que nunca foram meus.

Deixei-me ficar
Num Caminho
Que margeava
O Amor
Que proveio
Do Lar Materno.

Não pude “agitar”
Meu Ser
Que nasceu
Para aprender
A ser
Lago sereno.

Assim,
Fiz de mim
- e do meu Caminho –
Uma Canção de doce
Esquecimento.

... E quando
as ondas do sono
do Amor de Deus,
vierem fechar
definitivamente
os olhos terrenos,
Com certeza
Não irei
Como vendaval.

Acordarei
Novamente
Para o Esquecimento
De tudo que não Sou.

Saleti Hartmann
POETISA E PROFESSORA
Cândido Godói- RS














 
Autor
SALETI HARTMANN
 
Texto
Data
Leituras
921
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
0 pontos
0
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.