https://www.poetris.com/
 
Sonetos : 

Protesto da Natureza

 
Tags:  destruição    tempestades    secas  
 
Protesto da Natureza

Estando agora a natureza enfurecida
Com a irresponsabilidade que se tem
Pela floresta que se encontra destruída
E pelo plantio de transgênicos também

Não se pode querer mudar a Natureza
Sua beleza deve ser sempre conservada
Pois ao homem compete em sua grandeza
Conservar a flora como ela foi criada

Misturando-se as células da vida humana
Com as células verdes de alguns vegetais
São prejudicados os homens e os animais

E a Natureza agora lança seu protesto
Em secas e tempestades tão constantes
Para que tudo possa voltar como antes.

jmd/Maringá, 15.09.10


verde

 
Autor
João Marino Delize
 
Texto
Data
Leituras
1042
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
0 pontos
0
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.