https://www.poetris.com/
 
Poemas -> Sombrios : 

ECO-SISTEMA SEM ECO...

 
Tags:  vida    nada    terra    mente    tudo    gente  
 
Open in new window


E rir!!!
Rir muito...quá, quá, qua...
Encher a boca de nada e gritar de dentro
uma risada
sonora.

pois só nos resta rir....

Por não pensar,
apenas por um instante
no que passa por dentro dos
carros e becos
neste burburinho humano,
que tipo de rato vive no cano
ou que tipo de teia a aranha mora
alienada
do nada que é isto tudo
que está imersa
do nada que se constitui
o todo caótico
e psicótico.

Sem neurolépitco
nem químico
ou estético
resolva essa dissociação
do mundo
e da sociedade.

Essa máquina moedora
de sonhos, corpos e almas.
Onde todos se ligam nesta
teia.

Todos soros da mesma veia.

Um come,
o outro é comido,
um fode,
o outro...
Fodido!


Ana Lyra

 
Autor
anakosby
Autor
 
Texto
Data
Leituras
1106
Favoritos
1
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
12 pontos
4
0
1
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 21/09/2010 17:15  Atualizado: 21/09/2010 17:16
 Re: ECO-SISTEMA SEM ECO... / analyra
Ana, este poema é duma oportunidade desconcertante, com muito das questão filósofas-sociais, a rir "a rir é que o macaco fodeu a mãe"...
Atento ao final,me remeto a uma conversa de café entre amigos em que questionavamos sobre a questão de comandar... e em que concluímos que comandam os comandados!...
Levo.

Beijos


Enviado por Tópico
GeMuniz
Publicado: 21/09/2010 17:30  Atualizado: 21/09/2010 17:32
Colaborador
Usuário desde: 11/08/2010
Localidade: Brasil
Mensagens: 7283
 Re: ECO-SISTEMA SEM ECO...
Eis um tipo de Augusto dos Anjos ultra-moderno... Tudo se resume a uma foda cósmica e, em seguida, o nada... Gostei.

bjs