https://www.poetris.com/
 
Poemas : 

*

 
Sou o 8 e o 80.
A alegria e a depressão.
Sou um vulcão adormecido.
Granada cozinhada.
Rosa-dos-ventos sem sentido.
Sou uma contradição.
Sou a doçura e a frieza.
Humildade e a arrogância.
Mão de ferro sem firmeza.
A paixão e temperança.
Nem bela nem senão.

 
Autor
Freya
Autor
 
Texto
Data
Leituras
3128
Favoritos
2
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
24 pontos
4
2
2
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
inacoca
Publicado: 01/11/2010 18:01  Atualizado: 25/12/2011 10:34
Participativo
Usuário desde: 13/05/2010
Localidade: Santo Tirso
Mensagens: 29
 Re: *
gostei muito destas contradições tão humanas.
um belo poema.
beijo

Enviado por Tópico
P.S.
Publicado: 10/11/2010 22:04  Atualizado: 10/11/2010 22:04
Muito Participativo
Usuário desde: 09/02/2010
Localidade: Universo
Mensagens: 98
 Re: *
In extremis.

Enviado por Tópico
Nanda_Vamp
Publicado: 26/01/2011 12:51  Atualizado: 26/01/2011 12:51
Colaborador
Usuário desde: 03/06/2010
Localidade: Brasil / Minas Gerais
Mensagens: 545
 Re: *
Belas contradições, afinal, quem nunca as sentiu?

Deixo meus abraços,

Nanda

Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 22/04/2015 09:55  Atualizado: 22/04/2015 09:55
 Re: *
Gostei bastante desse "soco no estomago".

Somos uma mescla de contradições e... nem sempre admitimos ser assim.

Abraços - Pedro