https://www.poetris.com/
 
Poemas : 

Trago as flores para a margem dos lábios

 
Trago as flores para a margem dos lábios. O rapaz que anda sózinho nas montanhas se deslumbrou com o oscilar da raiz fragil. Trago as flores para a margem dos lábios. O marinheiro que segurava a água do mar, era como se segurasse um livro de poemas, as palavras diluidas na água das páginas. Trago as flores para a margem dos lábios. O rapaz que anda sózinho nas montanhas olhou a raiz curvada sobre os pés. Ali se iniciava uma dança entre os homens e o universo. Trago as flores para a margem dos lábios. Haverá uma oração para um Deus triste que o rapaz que anda sózinho nas montanhas entoará. Trago as flores para a margem dos lábios. Tu que andas em viagem guardarás um raio de sol para a conservação da esperança. O rapaz que anda sozinho nas montanhas tem os cabelos sujos como um anjo que anda nas minas a mexer o carvão como se fossem pétalas de flor. Essas flores que trago para a margem dos lábios.

lobo 09

 
Autor
lobodaescrita
 
Texto
Data
Leituras
655
Favoritos
1
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
9 pontos
1
0
1
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
ÔNIX
Publicado: 26/11/2010 12:48  Atualizado: 26/11/2010 12:48
Colaborador
Usuário desde: 08/09/2009
Localidade: Lisboa
Mensagens: 2695
 Re: Trago as flores para a margem dos lábios
Um local próprio para colher as essencias florais

Gostei de mais este

beijo


Dolores Marques