https://www.poetris.com/
 
Poemas : 

Famintos

 
Tenho o meu canto
do encanto
Espanto,em pranto
em branco;

Sem força física
mente parada
Angústia,aflição
Necessidade de
Um pão;

Triste desilusão
Maltrata
Corpo e alma
Me sinto um nada
Sem pão,sem lar;

Sonhar?
Não!quero só me
Alimentar
Inocente mente
Que me faz sentir
Gente
Nesse maldito desencontro
Nesse total abandono.

Alva Xavier

 
Autor
alva
Autor
 
Texto
Data
Leituras
988
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
3 pontos
3
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
Angela.Rolim
Publicado: 09/12/2010 17:13  Atualizado: 09/12/2010 17:13
Colaborador
Usuário desde: 11/11/2010
Localidade:
Mensagens: 1160
 Re: Famintos
Profundo triste, mas muito bom este poema e mui bem tecido!


Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 09/12/2010 22:01  Atualizado: 09/12/2010 22:01
 Re: Famintos p/ alva
inópia-registro por ilustração e um pouco "do" querer, e.

pq ela, quer:


(...)"Sonhar?
Não!quero só me
Alimentar"
(...)