https://www.poetris.com/
 
Poemas : 

DELICADEZA

 
DELICADEZA
 
Cortou os pulsos
com rapidez.
Cortou-os enquanto
via a novela das oito
e o silêncio pensava
mais do que podia.

Cortou os pulsos
sem olhar para trás,
sem nem ver o que fazia.
Cortou os pulsos do sonhos,
e sangrou apenas
poesia.



Karla Bardanza
 
Autor
Karla Bardanza
 
Texto
Data
Leituras
2241
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
7 pontos
7
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
Transversal
Publicado: 29/04/2011 03:29  Atualizado: 29/04/2011 03:29
Colaborador
Usuário desde: 02/01/2011
Localidade: Fortaleza - Lisboa
Mensagens: 3687
 Re: DELICADEZA
...apenas...apenas..."e sangrou apenas/poesia"..."o silêncio pensava"

Magnifico...o teu..."Delicadeza"...que se...danem..."os pulsos dos sonhos"...cortados..

Abraço te Poetisa

(e "sem olhar"...para..."a novela das oito"


Enviado por Tópico
apegaua
Publicado: 29/04/2011 13:07  Atualizado: 29/04/2011 13:07
Da casa!
Usuário desde: 27/07/2010
Localidade: Bresil.
Mensagens: 310
 Re: DELICADEZA
Nossa, pensei em ler um banho de sangue.
Você sabe nos surpreender.
Parabéns ficou um chamego.
AP.


Enviado por Tópico
Nanda
Publicado: 30/04/2011 18:49  Atualizado: 30/04/2011 18:49
Colaborador
Usuário desde: 14/08/2007
Localidade: Setúbal
Mensagens: 11186
 Re: DELICADEZA
Karlinha,
Até os atos impulsivos podem ser delicados, como a tua poesia.
Beijinhos
Nanda


Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 26/10/2011 01:56  Atualizado: 26/10/2011 01:56
 Re: DELICADEZA
Lindo...
belo,sentido...
beijos.