https://www.poetris.com/
 
Poemas : 

NOSSA VASTA ETERNIDADE

 
quando choramos,
choramos por nós mesmos,
pela memória que nos consome
e some sem estarmos prontos
para todas as palavras
e lembranças.

eu te digo baixinho
que te amo todas as noites
porque amanhã
sua mente pode ser uma pétala
e eu apenas uma imagem.
tudo isso é quase uma liturgia,
um recado do vento,
uma necessária bobagem.

o tempo é apenas o tempo
e nós que já fomos a chama
da chama,
somos agora o medo que dilata
e chama.

eu não estou preparada
para ver o que se divide
e não explica.

há tanto ainda
para nós
mas a vida nos confunde
e delimita.

que possamos então
entrelaçar nossos mãos
enquanto
nos lembramos de tudo que beija
e se temos apenas o agora,
que o agora
para sempre seja.

karla b
 
Autor
Karla Bardanza
 
Texto
Data
Leituras
634
Favoritos
1
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
14 pontos
2
2
1
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 17/02/2016 09:47  Atualizado: 17/02/2016 09:47
 Re: NOSSA VASTA ETERNIDADE
*tanta sabedoria de Vida versada aqui...
Muito bom te encontrar e tua escrita. Beijoka*

Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 17/02/2016 10:18  Atualizado: 17/02/2016 10:18
 Re: NOSSA VASTA ETERNIDADE
A Vida e toda a sua Sabedoria!

Parabéns Karla!

Um beijo,

Anggela