https://www.poetris.com/

 
(1) 2 3 4 ... 16 »
Offline
Karla Bardanza
Sobrevida
de alguma forma há esse espanto neste instante quase vazio, quase meu. celebro o meu olhar nas ...
Enviado por Karla Bardanza
em 28/10/2016 04:42:43
Offline
Karla Bardanza
MAR QUASE POÉTICO
uma bala perdida me alcançou, rasgando tudo ou quase tudo que vai da alma ao coração. levantei se...
Enviado por Karla Bardanza
em 25/02/2016 03:05:34
Offline
Karla Bardanza
NOSSA VASTA ETERNIDADE
quando choramos, choramos por nós mesmos, pela memória que nos consome e some sem estarmos pronto...
Enviado por Karla Bardanza
em 17/02/2016 00:50:42
Offline
Karla Bardanza
Descoberta
deitou sem acender a luz, sem esconder os olhos, sem conseguir pensar direito. dentro do peito ap...
Enviado por Karla Bardanza
em 14/02/2016 01:28:55
Offline
Karla Bardanza
Das minhas poucas verdades
ainda ontem eu senti. e senti. mudar a rota, cliché que aborta, um pouco de ódio maturando eu s...
Enviado por Karla Bardanza
em 10/02/2016 01:27:53
Offline
Karla Bardanza
INFELIZ-MENTE
quem de pé ficará para ver a poeta chorar, rasgando as horas que sentam no vazio da resistência?...
Enviado por Karla Bardanza
em 01/12/2015 01:36:24
Offline
Karla Bardanza
resistência
ela ainda chora por coisas que já perderam os nomes e não quer morrer todo dia, todo dia, a vida ...
Enviado por Karla Bardanza
em 01/09/2015 02:31:13
Offline
Karla Bardanza
ABAIXO DE ZERO
agora que maio me insulta um pouco mais, arrasto meus répteis, vomito sinônimos, sou mais nobre e...
Enviado por Karla Bardanza
em 26/05/2015 01:10:54
Offline
Karla Bardanza
PORÉM AMANHÃ
resta um pouco disso apenas. mas escutas o que te digo enquanto o sol nos ignora. a vida está pa...
Enviado por Karla Bardanza
em 22/05/2015 13:00:52
Offline
Karla Bardanza
UM POEMA TEU
queria te escrever um poema antes que eu me afastasse de mim, antes do último cafezinho. veja be...
Enviado por Karla Bardanza
em 20/05/2015 13:54:16
Offline
Karla Bardanza
PARAÍSO
despeço-me como quem nunca esteve aqui: falando com os seios, umedecendo as palavras, deixando im...
Enviado por Karla Bardanza
em 18/05/2015 01:44:16
Offline
Karla Bardanza
am i wrong?
deixei uma porção de amor(?!) (ou-sei-lá-que-porra-é-essa) esfriar no pratinho após a súbita cons...
Enviado por Karla Bardanza
em 15/12/2014 00:12:41
Offline
Karla Bardanza
NO ESCURO
nenhum som abre as paredes e deita no quarto. a cama morta, as mãos segurando o rosto, a pausa e...
Enviado por Karla Bardanza
em 23/11/2014 23:57:43
Offline
Karla Bardanza
APENAS PARA AS PESSOAS INVISÍVEIS
forma e conteúdo esvaziam-se. nada é tudo. a sala faminta reclama novos conceitos, nada satisfa...
Enviado por Karla Bardanza
em 22/11/2014 14:37:23
Offline
Karla Bardanza
CORAÇÃO RETRÔ
fique à vontade. aqui tudo ainda é mesmo tendo sido. a cartilha é a mesma e eu ainda rezo, espera...
Enviado por Karla Bardanza
em 21/11/2014 14:56:51
Offline
Karla Bardanza
POR UM PAÍS COLORIDO, MEU AMIGO
nossa pele não se define não define a nossa pele ele+ela+eu=você e você é consciente que a gente ...
Enviado por Karla Bardanza
em 20/11/2014 15:08:58
Offline
Karla Bardanza
MEMÓRIA AFETIVA
todas as melhores ameaças rasgaram meus olhos. não posso dizer que lamento o nervo exposto, o ros...
Enviado por Karla Bardanza
em 19/11/2014 15:47:48
Offline
Karla Bardanza
iNVENÇÃO
desvia do que eu invento: pequenas nuvens de sisal, ondas sem mar. sal e tragédia. por agora, es...
Enviado por Karla Bardanza
em 18/11/2014 14:52:18
Offline
Karla Bardanza
OUTRA (VEZ)
arranhei os pulsos, quebrando esta distância estética que nos separa. pense no quarto muro, no es...
Enviado por Karla Bardanza
em 18/11/2014 01:07:11
Offline
Karla Bardanza
CALL IT MAGIC
aquelas profundidades que guardas são como um poema escrito sem palavras. existes para além dos s...
Enviado por Karla Bardanza
em 17/11/2014 00:34:51
(1) 2 3 4 ... 16 »