https://www.poetris.com/
 
Poemas -> Reflexão : 

Elegia à vida ávida

 
Tags:  vida    vicio    Ávida  
 
Elegia à vida ávida
 
Não fossem os excessos já vividos
Em tantos outros carnavais
Ávidos corpos estendidos
Sedentos dos pecados mais mortais

Está de partida esta alma impune
Só vexada pelo castigo do cilício
Deixa na carne a pútrida pústula
A apodrecer no meio de tanto vício

Mas, não importa sequer o triste fim
Uma vez chegada a hora do rescaldo
Mais vale a vida chorar por mim
O poeta jamais será um simples fardo


Maria Fernanda Reis Esteves
51 anos
natural: Setúbal
 
Autor
Nanda
Autor
 
Texto
Data
Leituras
878
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
11 pontos
11
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
VónyFerreira
Publicado: 04/07/2011 21:55  Atualizado: 04/07/2011 21:55
Membro de honra
Usuário desde: 14/05/2008
Localidade: Leiria
Mensagens: 9702
 Re: Elegia à vida ávida
Que chore o mar a lua e o pardal
Por teus olhos da cor das planícies
Que o rio te lembre e o seu choupal
Quando a minha Coimbra nos souber tristes


A tua poesia é um bálsamo para mim amiga.
Hoje... estou numa de saudosismo. rs.
Bjs
Vóny Ferreira

Enviado por Tópico
GeMuniz
Publicado: 04/07/2011 22:15  Atualizado: 04/07/2011 22:15
Colaborador
Usuário desde: 11/08/2010
Localidade: Brasil
Mensagens: 7283
 Re: Elegia à vida ávida para a Nanda
Um poema carregado de belos sentidos. Gostei particularmente do desfecho destes belos versos, Nanda.

Um beijo

Enviado por Tópico
ângelaLugo
Publicado: 04/07/2011 22:21  Atualizado: 04/07/2011 22:21
Colaborador
Usuário desde: 04/09/2006
Localidade: São Paulo - Brasil
Mensagens: 14964
 Re: Elegia à vida ávida p/Nanda
Nanda querida amiga

Que maravilha de poesia
por mais que se reclame
da saudade e da tristeza
é estes sentimentos que
nos impulsionam para melhores
dias de alegria...Parabéns!!

Beijinhos no coração

Enviado por Tópico
Migueljaco
Publicado: 04/07/2011 22:21  Atualizado: 04/07/2011 22:21
Colaborador
Usuário desde: 23/06/2011
Localidade: Taubaté SP
Mensagens: 9306
 Re: Elegia à vida ávida
OCADAVER É VULNERAVEL A PODRIDÃO.

Não importa o que foi quando vivente,
Deve haver um tratamento sepulcral,
Muitas vezes o destino é displicente,
E o elemento é adorador de um carnaval.

O cadáver é vulnerável a podridão,
O espírito terá um outro tratamento,
Se a policia aqui resolve estas questões,
Mas a Deus cabe o segundo julgamento

Que aprendamos com fato um tanto vil,
Não sejamos desta vida um desacato,
Vamos dar ao nosso viver um certo brio,
E ao narrador cabe apenas ditar os fatos.


Boa noite Nobre Nanda, seus versos ficaram instigantes, nesta narrativa de uma personagem pecadora enquanto vivente, e agora estendida na pedra fria do necrotério.Parabens pelo seu magnífico poema, MJ.

Enviado por Tópico
Transversal
Publicado: 05/07/2011 03:59  Atualizado: 05/07/2011 03:59
Colaborador
Usuário desde: 02/01/2011
Localidade: Fortaleza - Lisboa
Mensagens: 3687
 Re: Elegia à vida ávida
"O poeta jamais será um...fardo"..."sequer o triste fim"..."está de partida esta alma"..."vexada"...sedenta dos "pecados mais mortais"..."excessos"...chegou "a hora"

Bastante dolorido...Gostei bastante...

Abraço te

Enviado por Tópico
Branca
Publicado: 05/07/2011 04:04  Atualizado: 05/07/2011 04:04
Colaborador
Usuário desde: 05/05/2009
Localidade: Brasil
Mensagens: 2993
 Re: Elegia à vida ávida
Nandinha, mais uma poesia cheia de talento em palavras bem colhidas.
beijo.
Branca

Enviado por Tópico
Betha Mendonça
Publicado: 05/07/2011 21:04  Atualizado: 05/07/2011 21:04
Colaborador
Usuário desde: 01/07/2009
Localidade:
Mensagens: 6741
 Re: Elegia à vida ávida
Belíssimo, querida Nanda!
O fim na maior parte das vezes é triste, mas a ele deste o toque da poeta maior que és.
Bjins, Betha.

Enviado por Tópico
mariagomes
Publicado: 05/07/2011 22:25  Atualizado: 05/07/2011 22:25
Colaborador
Usuário desde: 18/04/2010
Localidade:
Mensagens: 1614
 Re: Elegia à vida ávida
Olá amiga Nanda, como sempre excelentes versos, que gostei muito de ler.
beijinhos
mariagomes

Enviado por Tópico
Vania Lopez
Publicado: 06/07/2011 02:02  Atualizado: 06/07/2011 02:02
Colaborador
Usuário desde: 25/01/2009
Localidade: Pouso Alegre - MG
Mensagens: 17658
 Re: Elegia à vida ávida
Nesse, emudeci... Voce sempre me surpreende! (coisa boa!) bjs querida

Enviado por Tópico
FatinhaMussato
Publicado: 06/07/2011 15:10  Atualizado: 06/07/2011 15:10
Colaborador
Usuário desde: 17/11/2007
Localidade: Jales (SP / BR)
Mensagens: 2106
 Re: Elegia à vida ávida p/ Nanda
Bom dia, Nanda querida!

Gostei muito do teu poema, que fala de uma triste alma com uma beleza sem igual, bem própria de ti.
Parabenizo-te pelo teu talento!

Paz e luz ao teu coração!

Fatinha.

Enviado por Tópico
belarose
Publicado: 06/07/2011 22:05  Atualizado: 06/07/2011 22:05
Colaborador
Usuário desde: 28/10/2010
Localidade:
Mensagens: 9026
 Re: Elegia à vida ávida
Boa noite! Querida amiga Nanda

Sempre com belos versos que compõe uma linda

poesia..parabéns!