https://www.poetris.com/
 
Poemas : 

Caos sistemático

 
Olho para dentro de mim, e o que vejo
Um ser oprimido pelo sistema
Um animal ferido no seu próprio orgulho

Com espinhos cravados no coração
Uma ferida não fatal, mas dolorosa
Que desgasta todo o nosso ser
Suga todas as nossas energias e vontade de viver

A dor está a ficar cada vez mais agoniante
A impetuosidade do meu ser está incontrolável
Acorrentado a um mundo
Um mundo que não quero
Um mundo que não pedi

Tendo esquecer todo e todos
Fecho os olhos e a dor parece diminuir
Estou no paraíso
A dor passou, os que amo estão perto de mim
O mundo brilha de novo

De repente, abro os olhos
A dor volta
Todos o que me querem bem já cá não estão
O mundo esta negro e solitário
… Tudo não passava de um sonho…



------------------------------------------------

Um poema bastante antigo, e diferente do que costumo escrever agora. Espero que gostem ;)

 
Autor
Anthichriste
 
Texto
Data
Leituras
1223
Favoritos
1
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
10 pontos
2
0
1
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
Ghost
Publicado: 08/07/2011 17:45  Atualizado: 08/07/2011 17:45
Colaborador
Usuário desde: 09/04/2011
Localidade: Lisboa, Portugal
Mensagens: 1822
 Re: Caos sistemático
Olá poeta.
Gostei bastante deste poema e desta nova forma de escrever!
A dor de viver uma vida que não se pede, a vontade de querer descobrir e mostrar o que se pode... mas oprimido e ficando, fecha-se no seu mundo onde pode fugir deste mesmo mundo.

Muito bom mesmo. favorito.
Abraços e Felicidades.