https://www.poetris.com/
 
Poemas : 

Olha o lavrado do campo - Lizaldo Vieira

 
Olha o lavrado do campo - Lizaldo Vieira
Plantando
Nem tudo dá
Nem tudo colhe
Nem tudo escolhe
Nem tempo bom
Nem tempo ruim
Mais esperança não falta
Se não planta
Não come
O sertanejo arigó
É asim
Feito de sonho
É só olhar pro céu
E o tempo vai ser bom
Vai dar tudo certo
E tomara
Pra que tempo ruim por aqui
Qual o olhar dos infelizes para a gente
Que sofre
E planta no deserto

Deserto de água

Mais deserto de alma

Amor

solidariedade
Que futuro colhera
Entre malvadas atudes
E evas daninhas
A minarem o platado
O que criar
Nas terras aridas
E vã de poesias
Olha a colheita perto
Pegai o cajado
E acompanha o rebanho
De pé
Enquanto o sol reina
Todos os dias

Vingança da natureza


Q U E S E D A N E C U S T O d e V I D A - Lizaldo Vieira
Meu deus
Tá danado
É todo santo dia
O mesmo recado
La vem o noticiário
Com a
estória das bolsas
Do que sobe e desce no mercado
De Tóquio
Nasdaq
São paulo
É dólar que aume...

 
Autor
Lizaaldo
 
Texto
Data
Leituras
475
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
2 pontos
2
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
Migueljaco
Publicado: 17/08/2011 02:20  Atualizado: 17/08/2011 02:20
Colaborador
Usuário desde: 23/06/2011
Localidade: Taubaté SP
Mensagens: 9285
 Re: Olha o lavrado do campo - Lizaldo Vieira
Boa noite Caro poeta, seus versos são profundamente sapientes, meus parabens, MJ.