https://www.poetris.com/
 
Poemas -> Amor : 

Noite Escura

 
Tags:  sombras    cinzentas    rarefeita  
 
NOITE ESCURA

Ouco passos apressados,
na noite escura,
distanciando de onde estou.
vejo sombras na pouca luz,
uma noite quente, obscura.

Ha pouco vento,
as arvores permanecem quietas,
vejo sombras na pouca luz,
uma noite densa, rarefeita.

Nao existem estrelas no ceu,
existem nuvens cinzentas,
Vejo promessas de muitas,
muitas, tormentas.

Nao ouco, nao sinto, nao vejo,
anuncio de um novo amanha,
o amanha esta distante,
nao existe o nascer de
um novo amanha.

Amanha inexistente.
Estou carente,
Preciso do teu amor,
do teu calor.

Ouco passos aproximando
So assim, posso pensar,
voltar a sonhar,
com um novo amanha.


(Fadinha de Luz)


Maria de Fatima Melo (Fadinha de Luz)

 
Autor
MariadeFatima
 
Texto
Data
Leituras
810
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
0 pontos
0
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.