https://www.poetris.com/
 
Poemas : 

O abraço de uma guitarra

 
São poucas as vezes
Que o sol bate na janela,

O quarto frio de emoções,
E o silêncio de uma guitarra,

De cordas amarradas à volta das várias
Tentativas de canções imaginárias,
Que não crescem em notas.

São os dedos desprovidos
De acordes entendidos
Em melodia,

E a voz desencantada,
De rouca vontade,
Na pauta do dia,

São poucas as vezes,
Que incomodo os vizinhos,

O quarto mudo de mim,
Vazio de presença,

São os sonhos arrastados,
E os vizinhos descansados,
Por estarmos tão calados...

E até o sol se esconde,
Sem a magia do nosso abraço.



Obrigado a tudo o que me inspira.

 
Autor
Ruben
Autor
 
Texto
Data
Leituras
2756
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
1 pontos
1
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
Raul Cordeiro
Publicado: 15/10/2007 11:24  Atualizado: 15/10/2007 11:24
Membro de honra
Usuário desde: 23/07/2007
Localidade:
Mensagens: 671
 Re: O abraço de uma guitarra
Bem bonito o teu texto.

Parabéns e uma oferta:

http://www.luso-poemas.net/modules/news/article.php?storyid=19931

Raul Cordeiro