https://www.poetris.com/
 
Poemas -> Reflexão : 

Lar doce Lar

 
Tira-se a vontade de liberdade
E morre-se na terceira idade,
Num lar ao abandono da familia
Sem sono e sem saber o que fazer
Ao incómodo comodismo de não morrer,
Ali fica sem ser o que resta de nós,
Os nossos pais,
Os nossos avós,
Em esquecimento alavancado por insignificância,
De quem nos educou na infância,
Retribuímos com distância...


Obrigado a tudo o que me inspira.

 
Autor
Ruben
Autor
 
Texto
Data
Leituras
6039
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
1 pontos
1
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
JSL
Publicado: 11/06/2007 11:20  Atualizado: 11/06/2007 11:20
Colaborador
Usuário desde: 10/05/2007
Localidade: Minho
Mensagens: 680
 Re: Lar doce Lar
Se cada um de nós pensar que isso
lhe vai acontecer um dia, quem sabe
possa pensar duas vezes.

A pior coisa do mundo é um neto não ter um avô
para lhe ensinar a aprender.

Este poema poderia ser:

Abandono triste abandono
Obrigado pelo lembrete.