Poemas : 

ALMA COM ASAS

 
Inerte na rocha, olhando o infinito
Embranqueço na espera da Tua vinda.
Não saio do mesmo lugar.
Não quero, não posso
Sei que não vais tardar
Porque sabes que espero
Nesta ausência que finda.
Qual albatroz
Bato as asas da minha alma
Chamando a Tua atenção...
Pássaro louco
Rasgando as grades do meu peito
para sobrevoar o Teu leito
Sem sequer sair do chão...
Não sei se Te chame
Céu ou estrada
Rio ou mar...
Chamo-te meu Tudo, porque conTigo
Sou alma com asas
Que permanece estática e calada
mas consegue levitar...
E nesse momento sou foz
onde desagua a Tua Palavra/Voz
Reconstruindo o meu pensar...

 
Autor
DulceGomes
 
Texto
Data
Leituras
1178
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
1 pontos
1
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
Migueljaco
Publicado: 05/10/2011 17:52  Atualizado: 05/10/2011 17:52
Colaborador
Usuário desde: 23/06/2011
Localidade: Taubaté SP
Mensagens: 10200
 Re: ALMA COM ASAS
Boa tarde Dulce, sua personagem integra-se as energias do universo para se fazer mais competente em suas ações do cotidiano, parabens pelo seu instigante poema, MJ.