https://www.poetris.com/
 
Poemas : 

morena

 
se é a ponta de lápis que coordena o movimento desta sólida mão. se é o pensamento que se vê retratado no papel por que se move a minha noção? que busca? talvez e eternamente talvez, uma mulher trigueira que encanta o campo. sou uma criatura da terra que move os desejos e se deixa viver. por que a vida é a loucura dos desejos e os seus gracejos. que mais posso querer que a minha musa morena?
do pão sei que caminho lhe hei-de dar, a mesma boca que recebe os sinais cristalinos da água e se mistura com os bagos. sim, e por que não, se é o vinho que me faz acreditar que consigo. depois um cigarro amigo faz-me acreditar que o prazer é efémero e mentiroso. mas a mentira é a mesma manta com que escondo o calor deste corpo desnudado.só tu morena tens poder de compreender o meu sofrer.
se um dia este lápis escrever coisas que não gostes de ler, quero que saibas que o meu amor acabou de morrer.

 
Autor
Nadir.Caetano
 
Texto
Data
Leituras
525
Favoritos
1
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
12 pontos
4
0
1
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
Vania Lopez
Publicado: 16/10/2011 19:03  Atualizado: 16/10/2011 19:03
Colaborador
Usuário desde: 25/01/2009
Localidade: Pouso Alegre - MG
Mensagens: 17658
 Re: morena
gostei tanto que não sei falar... isso acontece cada vez que me emociono. bjs e obrigada


Enviado por Tópico
Migueljaco
Publicado: 16/10/2011 19:44  Atualizado: 16/10/2011 19:44
Colaborador
Usuário desde: 23/06/2011
Localidade: Taubaté SP
Mensagens: 9268
 Re: morena
Boa tarde Nadir, seu personagem sente-se compelido aos mandos
que brotam da sua devoção pela sua amada, parabens pelo seu instigante poema, MJ.