https://www.poetris.com/
 
Textos -> Amor : 

Perfeição num final de tarde

 
... uma mulher linda, de sorriso aberto e espontâneo, serena e confiante nos seus trinta e alguns anos, apaixonada de olhos doces e de alma aberta estava sentada numa esplanada a contemplar os últimos raios de sol, enquanto fumava um demorado cigarro.
...esperava alguém, mas mesmo assim deixou-se acompanhar por um livro grosso de muitas páginas que os seus olhos se alegravam a ler. De quando em quando afastava-os da leitura e presenteava-os com a imagem do horizonte cor rosa e salmão de final de tarde... olhou para o relógio e sorriu... levantou a cabeça e percorreu com o seu olhar o parque de estacionamento. Não era tarde... podia continuar a deliciar-se o seu companheiro naquele final de tarde quase perfeito!
- mamã! - ouviu-se passado uns minutos largos, e uma bola cansada de cores sumidas veio cumprimentá-la.
De sorriso largo e de olhos brilhantes levantou-se da sua cadeira e esperou... a perfeição que faltara aquele fim de tarde estava reposta... De coração aberto pegou na sua criança e enrolou-a nos seus braços de modo a compensar as saudades inexplicáveis que já sentia e de cabeça erguida procurou serenamente a metade de si própria que já lhe faltava há um par de horas... em sua direcção, um homem alto, maduro e bem parecido sorriu-lhe ... e beijou carinhosamente seus lábios...
Agora sim, aquele final de tarde estava perfeito!...

27 de Outubro de 2010


Léne Carreira

Léne Carreira
 
Autor
MC_léne
Autor
 
Texto
Data
Leituras
1090
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
1 pontos
1
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
VónyFerreira
Publicado: 14/11/2011 20:53  Atualizado: 14/11/2011 21:00
Membro de honra
Usuário desde: 14/05/2008
Localidade: Leiria
Mensagens: 9702
 Re: Perfeição num final de tarde / Lindo filhota!
Gosto dos teus textos, e incentivo-te a continuar
convicta de que vais sentir mais cedo ou mais tarde,
vontade de escrever um romance.
Tenho orgulho em ti, filhota!
Beijo.
Vóny Ferreira