https://www.poetris.com/
 
Poemas : 

Cinema Vida

 

Já brinquei de realidade,
Só me sobrou o coração
Perdido em cadernos rabiscados:
Versos desenhados para você não ver.

Sonhos que sonhei e que pensei nossos,
Mas você não viu o mesmo filme que eu.
Pensei que estavamos na mesma sessão,
Porém você olhava para o fim de um filme
Que ainda nunca não agora vi passar.

Pode ser que eu esteja errado,
E que o mundo inteiro seja menor
Que um filme sem roteiro
Nunca agora sempre visto por aí.

Quem escreveu o roteiro da vida
Esqueceu-se de pôr final feliz
Antes dos pontos finais.

Daqui agora até o sempre nunca,
Só te encontro nas minhas gavetas,
Em pedaços de poemas que nunca terminei
E que mesmo assim me fazem chorar
Mais do que nossas músicas,
E promessas que nunca prometemos com os lábios,
Só com o olhar no escuro do cinema,
Único filme de que lembrarei pra sempre
Até o último Fim findar sempre nunca agora.

 
Autor
ferlumbras
 
Texto
Data
Leituras
773
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
1 pontos
1
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 09/01/2012 12:22  Atualizado: 09/01/2012 12:22
 Re: Cinema Vida
UM ENCANTO DE POEMA QUE MARAVILHA

MARTISNS