https://www.poetris.com/
 
Poemas : 

Canção do Amor Nenhum

 
Meus amigos, meus inimigos,
eu quero a Canção do amor nenhum.

Ela soa tarde e eu ainda não despertei
das manhãs perfumadas.

Não vejo passar na rua
uma moça com azuis nos cabelos,
beijando uma rosa amassada.

Na boca uma palavra abafada,
para dizer um poema
à rosa desfigurada.



Ó meus amigos!
Ajudai-me a esperar
a canção do amor nenhum.


O amor movimenta-se. Poemas em ondas escrevem nas águas.

 
Autor
RaipoetaLonato2010
 
Texto
Data
Leituras
563
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
2 pontos
2
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
Carlos_Val
Publicado: 11/02/2012 21:17  Atualizado: 11/02/2012 21:17
Da casa!
Usuário desde: 11/03/2011
Localidade: Braga a residir em Gaia
Mensagens: 421
 Re: Canção do Amor Nenhum
excelente poema, onde a antítese dá um sabor peculiar ao poema

abraço amigo

Val