https://www.poetris.com/
 
Poemas : 

Desenha poético o que sente - Lizaldo Vieira

 
Descreve o poeta – Lizaldo Vieira
Desenho no sentimento
Q que sente
E vê com alma e coração
Os recados
Da vida
Bastante o lápis
Papel qualquer
Uns rabiscos
Tá pronto
A estoria
Ou poema melhor dizendo
De alguns segundos
Quintana
Drummond
Lizaldo Vieira
Nem leram
Por certo
o que chama de poesia
Definição de poeta
Bem poderia ser simplificada
Um ser trabalhador comum
Das letras
De pouco labor
Sem suor no rosto
Poetizar
Falar coisa com coisa
Nasce de tudo
Do nada
Depois de minutos de assunto
Tá escrito nas estrelas
Pronto pro rebento
Pra tagarelar
Virar literatura
Poetizar
Rimada
E sem rima
Quem diria
Sai do nada
De uma conversa afiada
Desafinda
Mais outra ideia surgida
Tá no ponta
Quentinha
Queimando a lingua
Direta forno mental
E lá se vai
Ser analiszada
ESTUDADA
Dia apos dia
vida afora
Coisas de GENTE
falando de sentimentos
A dor
O calor
O tempo
O desgosto
O amor
Homo sapiens
Seu relacionamento
Com esse porvir
Caricaturado de poeta
Sabe tudo
Interpreta a vida alheia
Fala o que quer
Do que sente
Ou melhor
Finge que sente
Porque poeta
Não mente
Nem teme ser profeta
Para recriar seus mistérios
Invenções
Até navega
Viaja longe
Busca por perto
Tudo é motivo
Pra bisbilhotar
Uma conversa
A folha que cai
O vento soprando
A nuvem carregada
A chuva chegando
Meninos correndo
Pro recreio
Nada passa
Sem o pitaco
Poético
O acrobata
Em perigo
Descreve o poeta
A falha iminente
O tombo duro
Nu e cru
Em queda livre
Para o caminho
De uma rede segura
Porque
Sua rasão
É feita de emoção
Fala mais alto
A saliva
Por isso
Pula e grita
Sente a necessidade visceral
De chamar atenção
Para as dores
Valores
E amores do mundo
Que
São todos seus
Enquanto chora a emoção
Da desolação
Do velho goleiro
Que fez de tudo
Só no último minuto
A traição
O título sumiu entre os dedos
Duro golpe
Por consolo
Do desdouro
Um título de fangueiro
Fala mais alto
Voz sonissona
No Estádioo
Como melhor resposta
A tanta dor
E o poeta naqda faz
Nada pode fazer
A não ser
Consolar
Por infeliz
Má jornada
Á quem
Só desejava ser campeão


Q U E S E D A N E C U S T O d e V I D A - Lizaldo Vieira
Meu deus
Tá danado
É todo santo dia
O mesmo recado
La vem o noticiário
Com a
estória das bolsas
Do que sobe e desce no mercado
De Tóquio
Nasdaq
São paulo
É dólar que aume...

 
Autor
Lizaaldo
 
Texto
Data
Leituras
394
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
0 pontos
0
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.