https://www.poetris.com/
 
Poemas -> Amor : 

MIMETISMO

 
Tags:  amor    lágrima    ódio    grandeza  
 
Para amar-te realmente,
Aprendo o mimetismo de transformar-me
Naquilo que tu és.
Sou tua direita e tua esquerda.
Sou o teu centro político e a tua emoção.
Sou teu pensamento
De ódio e de Amor.
Sou teu momento de Grandeza
E a tua lágrima solitária.
Para amr-te mudo a cor
Do meu sentimento,
Da minha esperança,
E do meu preconceito.
Para amar-te,
Sou tua juventude,
Tua maturidade
E também
A tua velhice.
Jamais serei eu mesma,
Mas serei o que Tu és.
Aprenderei o mimetismo
De sentir-me humanamente em Ti
Pois, somente sendo a tua forma
Compreendo a Tua Grandeza
E o Teu valor.
Para amar-te
E amar-me também.
Para que jamais exista, em mim,
O simples pensamento
De destruir-te.
Senão, estaria me destruindo.
E eu, sou, para sempre, a tua face espelhada
Nos reflexos da vida Humana.

 
Autor
SALETI HARTMANN
 
Texto
Data
Leituras
1081
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
1 pontos
1
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
Henrique Pedro
Publicado: 07/11/2007 19:18  Atualizado: 07/11/2007 19:18
Colaborador
Usuário desde: 28/07/2007
Localidade:
Mensagens: 3821
 Re: MIMETISMO
É a primeira leitura que faço de ti Saletti! Percebo laivos de talento neste poema mas alguma perturbação ideológica. E este tema requer, em meu entender, maior clareza, mesmo quando tudo é simbolizado.
Um abraço.

hAp