https://www.poetris.com/
 
Poemas : 

LÁ DO ALTO

 
Tags:  do alto  
 
.


Gê Muniz

LÁ DO ALTO

Sempre vejo um tanto melhor de cima
Igual uns binóculos num terraço de edifício

Do alto observo, suspendido, o óbvio
: O precipício visto do pico é limitado, imóvel

Raciocino um princípio sobre tudo, sobre todos
Investigo sem receios as sombras negras, os exasperos

Rajo-me na amplidão de luzeiros; um rastilho do sol
Aos vires das íris detrás-horizonte dos ires raianos

Arremeto no ocaso e me encaso no estrelado e negro
Ao vestir a ponte da lua à orla do céu inteiro

Adoto-me o esteio do interstício do meu fim
Encerrado nos modos noitecidos e matineiros

Ora resta ressumar os orvalhos da madrugada...
Pode ela trazer dos confins algo novo p’ra mim?

- Gê Muniz -
 
Autor
GeMuniz
Autor
 
Texto
Data
Leituras
1259
Favoritos
1
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
14 pontos
6
0
1
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
Karla Bardanza
Publicado: 07/07/2012 02:29  Atualizado: 07/07/2012 02:29
Colaborador
Usuário desde: 24/06/2007
Localidade:
Mensagens: 3491
 Re: LÁ DO ALTO
Deve poder sim!

Bj

Saudades


Karla B


Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 07/07/2012 11:30  Atualizado: 07/07/2012 11:30
 Re: LÁ DO ALTO
Lá do alto, assim como o condor. Parabéns, caro poeta.


Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 14/07/2012 00:46  Atualizado: 14/07/2012 00:47
 Re: LÁ DO ALTO
Confesso que eras um dos poetas que tinha saudades de ler.
Gostei deste lá no alto onde a perspectiva de tudo muda por completo. O poema é um tanto melancólico e termina com uma interrogação. Todos nós desejamos acrescentar algo de novo e positivo ás nossas vidas.


Beijo azul