https://www.poetris.com/
 
Poemas -> Intervenção : 

RENDO-ME

 
 
Rendo-me, ao silêncio...
Onde posso, a voz da natureza, escutar,
Aquela que os humanos teimam apagar!

Rendo-me à brisa,
E ao perfume das flores,
Ao canto dos pássaros,
E ao murmúrio das águas...

Ah… como eu amo a natureza!

E há tanto, quem a pisa,
E apaga as suas cores...
Aniquilando as florestas,
Vestindo-as de negro...
Só de cinzas... e mágoas!

Ah, como magoa!
Ver o fogo assassino,
Ateado por quem não sente
Destruindo a vida e o destino...
Da natureza e de tanta gente!

Mas a isto não me rendo,
Com isto, me revolto!

07/09/2012
Joaquim Antero Oliveira


J. Antero Oliveira

 
Autor
Antero
Autor
 
Texto
Data
Leituras
626
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
6 pontos
6
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
Jmattos
Publicado: 09/09/2012 01:16  Atualizado: 09/09/2012 01:16
Colaborador
Usuário desde: 03/09/2012
Localidade:
Mensagens: 14189
 Re: RENDO-ME
Boa Noite, Poeta!

Bela escolha do tema! Vamos preservar a natureza!

Texto bem redigido! Parabéns! Bjos!


Enviado por Tópico
ângelaLugo
Publicado: 09/09/2012 06:08  Atualizado: 09/09/2012 06:08
Colaborador
Usuário desde: 04/09/2006
Localidade: São Paulo - Brasil
Mensagens: 14938
 Re: RENDO-ME ..... Antero
Olá Antero

É infelizmente o cinza cobre a natureza
e muitos poucos, infelizmente, se importam
Bonito poema...

beijinhos


Enviado por Tópico
martisns
Publicado: 09/09/2012 11:34  Atualizado: 09/09/2012 11:34
Colaborador
Usuário desde: 13/07/2010
Localidade:
Mensagens: 27371
 Re: RENDO-ME
Rendo-me a essa magia de palavras, a esse encanto de poema, belo