https://www.poetris.com/
 
Poemas : 

POESIA NA VEIA

 
Tags:  vida    alma    corpo    doença  
 
.
Poesia na Veia

O curto é circuito:
veias finas e explodidas,
a vida reclamando no estômago,
um coquetel para raciocinar
depois da dor.

Doutor, Doutor,
para onde vou
depois do depois.
Doutor, Doutor
o corpo entrincheirado,
aguarda a nova luta
bastante amedrontado.

As marcas são roxas e breves,
a alma é tonta e leve:
não consegue ficar
dentro do invólucro,
não cabe neste espaço fechado,
abafado, camuflado.

Doutor, Doutor
abona o meu dia
e me dá 24 horas de poesia,
por favor.


Karla Bardanza
 
Autor
Karla Bardanza
 
Texto
Data
Leituras
822
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
6 pontos
6
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
RaipoetaLonato2010
Publicado: 13/09/2012 04:32  Atualizado: 13/09/2012 04:32
Colaborador
Usuário desde: 13/03/2010
Localidade: Paulínia-SP
Mensagens: 2674
 Re: POESIA NA VEIA
Ó doutor,
dai-me consolo através da poesia.
Minha alma chora,meus se quebram...

Grãos de areia ferem meus olhos,
poemas de saudade cortam os nervos.

Ai doutor!

Adorei interferir no teu poema.


Enviado por Tópico
apegaua
Publicado: 13/09/2012 21:36  Atualizado: 13/09/2012 21:36
Da casa!
Usuário desde: 27/07/2010
Localidade: Bresil.
Mensagens: 310
 Re: POESIA NA VEIA
Gostei,,,


Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 13/09/2012 21:45  Atualizado: 13/09/2012 21:45
 Re: POESIA NA VEIA
*Original e instigante.
Desse remédio não abro mão e até ofereço a 'veia'...rsrsrs
Muito DEZ!
BeijoKa*