https://www.poetris.com/
 
Poemas : 

O Eco

 
Tags:  O Eco  
 
Palavras súbitas, que mordem a minha mente
Transcreve, uma desilusão paradoxa
Que arranha e suga as energias envolventes
Da minha maneira ser que mata e acorda
Um ultimato feito de um final delinquente
Algo que um dia se acredita e depois evapora
Entre as linhas de uma canção coerente
Que espalha o lado negro na curva mais remota
Aquela raiva absurda ou arrependimento completo
Raízes de um sentimento que estava prestes a se construir
Batidas fortes dentro do peito querendo fazer o certo
E o errado da outra margem do oceano certamente a sorrir
E feliz da vida e a sua rotina pois nada teve significado
Usada, ou não os meus princípios foram destruídos
Talvez um dia o meu coração seja amado
De algo verdadeiro que fará os seus fluídos


 
Autor
Kolthar
Autor
 
Texto
Data
Leituras
894
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
2 pontos
2
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
apsferreira
Publicado: 19/10/2012 19:41  Atualizado: 19/10/2012 19:41
Colaborador
Usuário desde: 27/12/2009
Localidade: Ponta Delgada - Açôres - Portugal
Mensagens: 1614
 Re: O Eco
Um texto muito reflexivo que
gostei muito de ler.
Abraço,