https://www.poetris.com/
 
Poemas : 

O vão do poeta

 
Com a minha voz d’ emoção
Eu canto com liberdade
Os versos desta canção
Como o fado da saudade
Que tenho na minha mão.

Com a minha pena em ação
Eu faço com a lealdade
A rima do meu refrão
Com efeitos d’ amizade
Que trago no coração.

Com a minha vida ou não
Eu faço com a vaidade
Mil gestos d’ ilusão
Castrados e sem verdade
Por tudo aquilo que são.

Com a minha poesia então
Eu toco tudo à vontade
Em momentos de tensão
Já cansados pela idade
Não sabem por onde vão.

E o vão do poeta em questão
Só escreve aquilo que sabe.

 
Autor
mariagomes
 
Texto
Data
Leituras
769
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
3 pontos
3
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
Alessa
Publicado: 28/11/2012 21:18  Atualizado: 28/11/2012 21:18
Da casa!
Usuário desde: 20/09/2012
Localidade: Parnaíba/PI
Mensagens: 477
 Re: O vão do poeta
Olá cara Mariagomes.
Belo poema. Com certeza "o poeta só escreve aquilo que sabe", sendo movido por suas emoções.
Parabéns!

Um carinhoso abraço
Alessandra

Enviado por Tópico
Vania Lopez
Publicado: 29/11/2012 02:25  Atualizado: 29/11/2012 02:25
Colaborador
Usuário desde: 25/01/2009
Localidade: Pouso Alegre - MG
Mensagens: 17658
 Re: O vão do poeta
(o poeta) é preso na terra como chuva...
Querida, obrigada. bjs

Enviado por Tópico
carolcarolina
Publicado: 29/11/2012 15:24  Atualizado: 29/11/2012 15:24
Colaborador
Usuário desde: 24/01/2010
Localidade: RS/Brasil
Mensagens: 9297
 Re: O vão do poeta
Amiga Poetisa
Maria

Bela poesia...o poeta escreve aquilo que sabe e o seu coração dita...
Parabéns amiga!
Bjinhos
Carol