https://www.poetris.com/
 
Poemas : 

luminárias num solstício do meu inverno

 


passeio ao frio
na minha sombra que chegou
pela calada deste inverno

e branca e alva escurece a neve
nela

já não sinto os dedos
que te deslizavam o corpo no calor
dos sonhos que te vivi

são as nuvens que me despedem
do sol (por trás)
que doura o azul do céu

a sombra esfria e teima
do meu lado

só queria a luz


 
Autor
uersus
Autor
 
Texto
Data
Leituras
908
Favoritos
1
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
10 pontos
2
0
1
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
Sterea
Publicado: 02/12/2012 01:47  Atualizado: 02/12/2012 01:47
Colaborador
Usuário desde: 20/05/2008
Localidade: Porto
Mensagens: 3397
 Re: luminárias num solstício do meu inverno
a sombra segue sempre o clima do corpo que a precede... (ou procede...?)
e só depende de nós, o seu ânimo.

Um beijo,