https://www.poetris.com/
 
Poemas : 

Desejos da Madrugada

 
Ausente a lua do espaço noturno do teu tempo
Uma nostalgia alenta a insônia, cenas imaginadas
Murmuras em nome da paixão, preenchem o silêncio
Subvertendo em tua alma, uma presença cúmplice
Das cores e dos desejos, quando o teu olhar carente
Ao relâmpago entre nuvens, reluz o clarão avermelhado
Da tempestade futura que a recolhe ao calor dos sonhos
Até ao amanhecer inocente, manhã que o tom é a canção
Do ecoar do desejo madrugado, pela reta constante e vazia
Até aos ouvidos dos extremos, surdos pela ilusão do prazer


Murilo Celani Servo

 
Autor
murilocs
Autor
 
Texto
Data
Leituras
405
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
0 pontos
0
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.