https://www.poetris.com/
 
Poemas : 

Seiva dos Olhos

 
Alma nua que o disfarce
Não disfarça a estrada
Percorrida pela lágrima
Em fendas de rugas
De uma face cansada

Pela corrente do tempo
Constante viver é cor
Da arte que pinta a manhã
Em esperança de se vestir
Um mundo de rosa e flor

Canta um pássaro errante
Ecoando a natureza seu grito
Em harmonia ao instante
Da primavera do soar do dito
Ao retrato de um olhar triste


Murilo Celani Servo

 
Autor
murilocs
Autor
 
Texto
Data
Leituras
400
Favoritos
3
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
30 pontos
0
3
3
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.