https://www.poetris.com/
 
Poemas : 

VIRÓTICA

 
Tags:  vida    viver    virar  
 
viro aquilo
ou
viro isso

qualquer dia desses
viro árvore
a sorrir um quilômetro
de só isso
ou de aquiles

e viro o virar

da maçã à raiz
da raiz aos quilates
de perigos

vou e volto
de mercúrio
no mercúrio
do meu termômetro
sem precisão

nem aviso
virar a virada
para o lado
contrário do ar

do chão à marte
da lua refletida no mar
à sorte de plutão

viro só riso a voar

viro semente
de presente
pra terra

viro tudo
que pressente
a atmosfera
de estar
virando

viro risco
que nada
em água corrente

viro riso
viro nada

viro serpente
que alimenta
a fera e o juízo

viro terra viva quente
viro gente

qualquer dia desses
viro paraíso

viro porta aberta
do piso
à aorta

se descoberta
puro prejuízo

e se for preciso
viro a mão
que o coração
comporta

viro sim
viro não

viro sorriso

pois o meu vício
é virar o aquilo
ou o isso
nisso

Meu blog: sarahkundalini.blogspot.com
 
Autor
samanthabeduschi
 
Texto
Data
Leituras
818
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
2 pontos
2
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
JPAnunciação
Publicado: 20/02/2013 23:14  Atualizado: 20/02/2013 23:14
Luso de Ouro
Usuário desde: 18/06/2008
Localidade: Évora / Lisboa
Mensagens: 250
 Re: VIRÓTICA
Excelente este poema, quer pelo jogo de palavras, quer pelos trocadilhos, quer ainda pela musicalidade que se sente ao ler o poema.
Acho que este poema podia e devia ser musicado, pela intensidade que tem.
MUITO BOM!!!

Bjs.
JP