https://www.poetris.com/
 
Poemas : 

Poema para badalar os sinos do coração

 

Observa como os pássaros afiam com o bico os lápis dos meninos
Vê como os trazem nos olhos dos recreios

Sente como um caderno de linhas pode ter um comboio a apitar
Uma estação de borracha

Sobressalta-te num afecto que rolou da pasta
No meio de um lanche de palavras

Escuta como são belos os ruídos
As pálpebras dos sonhos

Aquilo que cada um traz numa rasura, no erro

Que te dizem os escorregas das lágrimas?
Vais ser feliz como a folha, o vento, a seda?

Olha em frente
Há sempre um paraíso numa folha por preencher
Num desenho por fazer
Esse é o encanto maior de se ser menino, pessoa

Vê-te para além do terreiro graminho
Num vaso de ventre
Numa janela de campos

Sente-te num abraço apertado com os livros
Que são uma espécie de gaiolas de pássaros
Mas sem portas, mas sem janelas, mas sem tectos

Escuta-te no apeadeiro das estrelas
Em cada lugar onde cintila o amor
A compreensão
A amizade
A paz

E rasga os céus como foguetão
Meu filho, meu aluno, meu irmão






O meu verdadeiro nome é José Ilídio Torres. É com ele que assino os meus livros.
Já publiquei 10 obras em géneros diversos: crónica, romance, conto e poesia.
Foi em 2007, aqui no Luso, que mostrei pela primeira vez.

 
Autor
SilvaRamos
 
Texto
Data
Leituras
755
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
1 pontos
1
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
martisns
Publicado: 01/04/2013 14:31  Atualizado: 01/04/2013 14:31
Colaborador
Usuário desde: 13/07/2010
Localidade:
Mensagens: 29310
 Re: Poema para badalar os sinos do coração
Palavras maravilhosas fromando esse magnifico poema que badala nosso corações. Encanto