https://www.poetris.com/
 
Sonetos : 

Virada

 
Tags:  trabalho    riqueza    herança    gastos  
 
Open in new window


Virada

Guardava quase que tudo o que ganhava
Mas alguém gastava sem em nada ajudar
E assim foi juntando muito sem pensar
Até que um dia notou o que se passava

Começou a gastar todo o seu honorário
E avalisar com seus bens a terceiros
Não queria deixar nada a interesseiros
E cada um que ganhasse o seu salário

Após a sua morte a crise foi declarada
À sua familia não deixou quase nada
Pois até a sua casa no banco penhorou

Hoje aí cada um pegou um novo rumo
Luta e trabalha pra não sair do prumo
E o dinheiro que era fácil se acabou.

jmd/Maringá, 31.05.13


verde

 
Autor
João Marino Delize
 
Texto
Data
Leituras
417
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
0 pontos
0
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.