Sonetos : 

O relógio do Tempo!

 

Um relógio antigo de madeira,
Num tic tac monótono... constante,
Predomina sobre a cristaleira,
Impávidamente arrogante.

Lembrando-me ser itinerante,
Entre espaços de calma e de canseira,
Como peregrino viajante,
Passando, só passando, a vida inteira...

O relógio do tempo em seu compasso,
Marca o passo do tempo, enquanto eu passo,
À deriva do vento em minha face...

Enquanto isto ocorre, tudo corre,
Um nasce, acolá, um outro morre,
Mas nada impedirá que o tempo passe!...


http://img2.mlstatic.com/relogio-pend ... _MLB-O-221250604_1243.jpg

 
Autor
EDCOE
Autor
 
Texto
Data
Leituras
2360
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
1 pontos
1
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 19/06/2013 19:39  Atualizado: 19/06/2013 19:39
 Re: O relógio do Tempo!
Olá, poeta EdCoe

Muito bonito o seu soneto tem musicalidade e as palavras , bem como as rimas estão harmônicas.
abs

angela