https://www.poetris.com/
 
Poemas : 

Mar da tranquilidade

 


Depois das doze baladas,
Desço o rio de águas agitadas
Entre o silêncio imponente
E o cheiro desconcertante.

Esqueço meu passado,
Reúno toda a minha coragem,
Olho em frente no pequeno barco
Reparo que alguém está ao meu lado.
Anjo negro que segura meu braço
E acompanha-me nesta última viagem.

Já desisti da minha sorte
Sigo a voz que me chama
Entre o caos e a obscuridade.
Negro anjo da morte
Guia minha pobre alma
Até ao mar da tranquilidade…



José Coimbra

 
Autor
Legan
Autor
 
Texto
Data
Leituras
953
Favoritos
1
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
11 pontos
3
0
1
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 31/07/2013 17:33  Atualizado: 31/07/2013 17:33
 Re: Mar da tranquilidade
Maravilhoso!
Uma leitura que encanta.


Abraços

Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 01/08/2013 00:04  Atualizado: 01/08/2013 00:04
 Re: Mar da tranquilidade
passei por aqui e li alguns dos seus textos
duplamente agradável a sua visita por ter despertado a minha, aqui

gostei do que li, Obrigada

Sorriso