https://www.poetris.com/
 
Poemas : 

Resposta a tua carta, com teclas nos dedos

 
“ … Trago o vício do teclado na ponta dos dedos, de toques em mim, saudosos, até ti.
Confesso, lamento o esquecimento da Palavra, como estas, refinadas no contorno mas igualmente saídas do contorno da alma.
..................................
...Sabe apenas que não te mentirei, que nunca tive tanta certeza do que sinto- Sinto.
21 De Outubro “


Open in new window



Olá meu sonho de asas em flor, fiquei embebida pela beleza da tua escrita, para lá do reflexo da tua alma nelas, as palavras no papel ganham o rosto dócil, fotográfico, tão pessoal que é impossível de copiar.
Apesar de não escrever tão bem como tu e dar muito erros , tinha-te prometido que te responderia a cada palavra, pensei que fosse de outra forma.
Pensei que iria escrever em papel de cor de marfim com perfume de jasmim …
Mas mais uma vez, é nas teclas já gastas que te escrevo estas palavras de amor e de saudade.

Como diria a música antiga “cartas de amor quem as não tem “, agora, já tenho as tuas, talvez quando a saudade apertar e os olhos entornarem a esperança, irei-me refugiar nelas …
Espero que esteja tudo bem com a tua filha, sei que é por ela que tu vives e batalhas, o teu único rebento que darias toda a tua seiva para a salvares, até secarias as tuas raízes na busca de uma simples gotinha de água …
Espero que continues a fazer desporto, a cuidar da barriga, apesar de achar que não és gordo , só tens que deixar a cerveja , ( estou a brincar ).
Só quero que saibas que te amo, e apesar dos nossos desencontros e das falsas partidas, meu coração só encontra alegria junto do teu …
Talvez agora com a conjuntura económica e com a incerteza constante dos tempos, seja mais difícil ficarmos juntos, mas existe esta inevitável força que me obriga a encontrar-te, a ir ao teu encontro, nem que seja daqui a 20 anos, apesar de ser mais velha que tu …
Por hoje termino, deixando te um poema.:

És amor congeminado em semente

Adormeceste como gente
Nos dias iguais, nos passos clonados …
Nos cenários montados,
Repetidos,
Em cada bairro
Em cada edifício,
Em cada quarto …

No entanto és mais…
Mais lua, mais terra, mais verão …

És seara despenteada pelo vento
Que abrigas as aves

Resina que cicatriza as feridas das árvores

És afecto intemporal

Erotismo do céu
Verbalizando na pele
Palavras nuas
Espumadas de sal
Delicadas da alma…
Debruçadas
Encaixadas
Como dunas da praia.


Amo te muito , aquele abraço concentrado de amor , tem cuidado .


Noventa vírgulas ao infinito de noves % dos homens não prestam e só não nos amam pelo sexo, quando estão a dormir, quando estão com outra…ou quando, simplesmente não estão, estando …

 
Autor
Clarissemalha
 
Texto
Data
Leituras
840
Favoritos
1
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
9 pontos
1
0
1
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
Jmattos
Publicado: 09/08/2013 19:23  Atualizado: 09/08/2013 19:23
Colaborador
Usuário desde: 03/09/2012
Localidade:
Mensagens: 15932
 Re: Resposta a tua carta, com teclas nos dedos
Poetisa
Belíssima carta de amor! Levei! Beijos!
Janna