https://www.poetris.com/
 
Poemas -> Sombrios : 

Teu veneno

 


Apesar de toda a tua beleza
Digo com franqueza
Que não amo
O teu ser soberano.
O teu rosto sereno
Não demonstra nenhuma surpresa
Quando apontas para a mesa
Onde está um copo com veneno.
Dirigi-me para ele, hipnotizado
Para cumprir o meu fado.

Alucino, com a tua formosura.
Alucino, com as tuas palavras de ternura.

Enlouqueço nos teus braços
Corto meu corpo em pedaços
Bebo meu próprio sangue
Mato o destino que me persegue…




José Coimbra

 
Autor
Legan
Autor
 
Texto
Data
Leituras
687
Favoritos
1
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
9 pontos
1
0
1
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
Jmattos
Publicado: 28/08/2013 03:30  Atualizado: 28/08/2013 03:30
Colaborador
Usuário desde: 03/09/2012
Localidade:
Mensagens: 16342
 Re: Teu veneno
Poeta Legan
Definiu a verdadeira atração fatal, que se compara a cianureto em alguns casos! Rsrs
Apreciei a leitura! Beijos!
Janna