https://www.poetris.com/
 
Poemas : 

Amor por que não me vês?

 
Amor, venha se perder na noite comigo. Venha se afundar no abismo da insanidade e da inexistência. Admiremos o Sol, porque nem ele é eterno. Vivamos o hoje, o amanhã não existe mais, porque não há mais a consciência, a verdade, a esperança. Estamos todos mortos, desiludidos, perdidos na noite escura que não quer terminar. Podemos fingir que está tudo bem se você quiser; fechar os olhos e sonhar. Amor talvez haja esperança para nós. Talvez haja esperança, talvez nós é que não queremos a ver. Devemos ter fé, mesmo com o mundo se desmoronando perante nossos olhos e dentro de nós. Amor! Eu poderia dizer esta palavra por toda a minha vida. Mas, não a vida para se vivida e o tempo mata-nos implacavelmente a cada volta do relógio. Segure a minha mão, querida. Se você não a segurar, eu cairei no chão. Eu desmoronarei... Sem tua respiração, sem tua presença a minha tênue vida se esvai. Estamos tão próximos e ao mesmo tempo tão distantes. No mesmo bote, mas remando para direções opostas. Tenho uma leve impressão de que não me vês. Se você esticar seu braço poderá me tocar, estamos tão próximos, mas parece haver uma grossa camada de gelo entre nós. Meu amor por ti é tão intenso que se permitisses a derreteria. Por que não me ouves? Por acaso, falo uma língua desconhecida? Por que não me vês? Serei eu invisível? Ou será simplesmente, você que não quer me ver e nem ouvir? Não sei.

 
Autor
Jakelina
Autor
 
Texto
Data
Leituras
587
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
0 pontos
0
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.