https://www.poetris.com/
 
Poemas : 

obviamente

 
Na indiferença de hoje
vive o espanto
mortificado
da razão de ontem...

De modo que,
torna-se pois
urgente,
a urgência
de dar significado
ao silêncio.
Visto que,
é importante dignificar o ridículo
da ausência desmesurada
do sentimento
que fora enjeitado à nascença
pela consciência
do óbvio!


*... vivo na renovação dos sentidos, junto da antiguidade das lembranças, em frente das emoções...»

Impulsos

coisa pouca

 
Autor
cleo
Autor
 
Texto
Data
Leituras
567
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
2 pontos
2
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
Liliana Jardim
Publicado: 04/01/2014 13:03  Atualizado: 04/01/2014 13:03
Luso de Ouro
Usuário desde: 08/10/2007
Localidade: Caniço-Madeira
Mensagens: 4422
 Re: obviamente
ola Cleo

Na indiferença de hoje
....
a urgência
de dar significado
ao silêncio.


Gostei de te ler poetisa

Um ano de 2014 cheinho de coisas boas

Beijinhos

Enviado por Tópico
martims
Publicado: 04/01/2014 13:06  Atualizado: 04/01/2014 13:06
Colaborador
Usuário desde: 12/08/2013
Localidade:
Mensagens: 6745
 Re: obviamente
As vezes a razão de ontem pode ser a emoção do amanhã. Admirável poema