Sonetos : 

Ater ego

 
Que me dirás, senhora encantada?
Quando a lua parar de brilhar em teu céu,
As estrelas se colapsarem em teu véu,
Ao ouvirem o último suspiro dessa alma enamorada?

Por que tuas juras não são mais de amor.
Resta, apenas, o silêncio falando de desesperança.
Contando nossa história numa vaga desconfiança
Que tudo que sentimos era uma camuflagem da dor.

E de tudo que tenho pra te falar, te deixo ir
Engasgo e morro, me afogo nesse amor que renego
Por que nunca verás, de mim, uma lagrima cair
Só deixaste ódio, escravizado por meu ater ego.
Esse veneno que me impede de saudades tuas sentir
Por que sabe, senhora: teu encanto me deixa cego.


Benjamim H

 
Autor
BenjamimH
Autor
 
Texto
Data
Leituras
1177
Favoritos
2
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
29 pontos
7
3
2
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
Jmattos
Publicado: 03/02/2014 01:20  Atualizado: 03/02/2014 01:20
Usuário desde: 03/09/2012
Localidade:
Mensagens: 18165
 Re: Ater ego
Parabéns Poeta!
Belo! Apreciei a leitura! Beijos!
Janna


Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 27/03/2014 18:27  Atualizado: 27/03/2014 18:27
 Re: Ater ego
Belíssimo, BenjamimH
Amei a leitura
Parabéns!


Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 28/03/2014 14:16  Atualizado: 28/03/2014 14:16
 Re: Ater ego
Tem talento! dedinho pra cima!


Enviado por Tópico
Álvaro
Publicado: 22/01/2015 00:55  Atualizado: 22/01/2015 00:55
Da casa!
Usuário desde: 02/09/2009
Localidade: Serra Talhada - Pe
Mensagens: 268
 Re: Ater ego
Que venham mais!! Parabéns BenjamimH !