https://www.poetris.com/
Poemas : 

Confissão sem sentido

 
O que você me tomou, não me faz mais falta..
Eu briguei com a lua para esquecer o teu nome e estive fugindo de mim porque não queria te encarar.
Eu perdi tuas chaves em um lugar seguro e marquei teu caminho com migalhas de pão.

Teu riso ainda me inquieta. Às vezes, até me sequestra.
Tenho dormido tarde e Neruda não me entende.
Sonhar contigo é minha panaceia envenenada.

Eu sei que não deveria olhar para você, mas não consigo tirar os olhos...
Tenho tanto para dizer e não encontro as palavras.
Eu desafiei as ruas e esquinas para achar tuas respostas...

Estaríamos sozinhos, eu sei.
Mas não te cansa cantar em um teatro vazio?
Ninguém me disse que seria assim...
Após escalar metade do caminho, ansiar tanto por abrigo.
Você estava certa: olhar para o sol cega!

Mas não me esqueça... Eu ainda estarei aqui.
Vou gastar o tempo perseguindo carros.
Só esqueça o que te disse... Eu estava em ruínas.

Eu vou contar a todo mundo que você nunca esteve aqui!


 
Autor
BenjamimH
Autor
 
Texto
Data
Leituras
154
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
2 pontos
2
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 02/08/2021 20:30  Atualizado: 02/08/2021 20:30
 Re: Confissão sem sentido
caro amigo Benjamim, não leves a mal o que vou dizer, porque não se trata de nenhuma critica, nem coisa que se pareça. enquanto lia o texto ocorreu-me uns pensamentos, eu digo pronto. ocorreu-me que o caso que o meu amigo teve foi com a sua mãe, ou com uma velhota quando era novo, ou então está somente a fazer um filme com a estória da vizinha ou do vizinho, e porquê? por causa do você, você no leito do amor trata a menina por você e eu, suponho que nem o príncipe carlos tratava a princesa diana por você! uma coisa é tratar bem, com carinho, outra diferente é tratar a pessoa como se fosse uma velhinha no leito do amor e isso não abona nada a favor. se a minha rapariga me tratasse por você na hora do crescimento ia logo tudo abaixo e nunca mais levantava eheh agora que estava aqui a pensar... se calhar foi por isso que a princesa diana teve necessidade de se escapar, convenhamos que o príncipe carlos foi sempre um zé ninguém. uma vez ofereceram-me um livro duma autora brasileira destas que gosta de aparecer nas redes em poses de... daquelas que pagam para, e então estava a ler o livro e à quinta página já tinha lido a palavra você cinquenta vezes, olha, atirei o livro pela janela fora e quase levei uma coça da velhota que mora ao meu lado que não levou com ele na cabeça por um triz.
pardon. uma boa noite

Enviado por Tópico
Rafaeldesousa
Publicado: 07/08/2021 22:05  Atualizado: 07/08/2021 22:05
Participativo
Usuário desde: 11/07/2021
Localidade: Portugal
Mensagens: 39
 Re: Confissão sem sentido
Goastei...