https://www.poetris.com/
 
Poemas : 

A PARIÇÃO

 
A PARIÇÃO
 
...


O que, às paredes, confesso.


querida corola dorida
dilatando pétalas e ancas
seiva rubrosa vertida
quase postura indecorosa
[se não fosse de criança]
o desabrochar da rosa
 
Autor
MarySSantos
 
Texto
Data
Leituras
599
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
10 pontos
10
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
quidam
Publicado: 20/02/2014 20:06  Atualizado: 20/02/2014 20:06
Colaborador
Usuário desde: 29/12/2006
Localidade: PORTIMÃO
Mensagens: 1438
 Re: A PARIÇÃO
suntuosamente lindo...


Enviado por Tópico
Migueljaco
Publicado: 20/02/2014 20:59  Atualizado: 20/02/2014 20:59
Colaborador
Usuário desde: 23/06/2011
Localidade: Taubaté SP
Mensagens: 9305
 Re: A PARIÇÃO
Boa tarde Mary, ao inimputável, o julgamento se faz nulo, logo é melhor absorver-se o ato, um forte abraço, MJ.


Enviado por Tópico
martims
Publicado: 21/02/2014 11:54  Atualizado: 21/02/2014 11:54
Colaborador
Usuário desde: 12/08/2013
Localidade:
Mensagens: 6797
 Re: A PARIÇÃO
plavars que se tronam puramente a seivadesse pelo escrever, lindo


Enviado por Tópico
Robertojun
Publicado: 21/02/2014 14:59  Atualizado: 21/02/2014 14:59
Colaborador
Usuário desde: 31/01/2014
Localidade: São Paulo
Mensagens: 2188
 Re: A PARIÇÃO
Belíssimo poema.
Parabéns Mary!

Abraço,
Roberto Jun


Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 18/03/2014 13:46  Atualizado: 18/03/2014 13:46
 Re: A PARIÇÃO
Em poucas palavras um belo
poema. Bem seu.
abs.