https://www.poetris.com/
 
 


Dei, minha mão perdida ao desconhecido.
Passos sem rumo no lamaçal da vida.
Palavras simples enxugam lágrimas rebeldes.
Sou eu ?
Não sei!
Não sei!
É azedume o sabor da minha pele
Não encontro a minha porta aberta
Meus sorrisos são pedidos de paz.
Sou eu ?
Não sei!
Não sei!
Sei,
Que o mundo não pode esperar.




José

 
Autor
Jose Braga
 
Texto
Data
Leituras
738
Favoritos
1
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
9 pontos
1
0
1
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 11/01/2008 12:21  Atualizado: 11/01/2008 12:21
 Re: A Luz
Não vou comentar talvez não tenha palavras suficientes para o fazer...
Mas digo aplaudo de pé

Parabéns
ConceiçãoB