https://www.poetris.com/
 
Poemas -> Sociais : 

Amanhã

 
Tags:  fado    carnaval    nome    samba    quarta-feira    bossa-nova  
 
.

Open in new window


Amanhã


Acordo e adormeço
impregnado do mais sôfrego não descansar
ó triste fado, por que falta o samba
e a bossa-nova para que possamos acreditar?
uni as mãos de “Disse-te Adeus e Morri”
às da “Manhã de Carnaval” ...
máscaras risonhas dissimulando negras cinzas
corpos mutilados em filas de espera-um-pouco
alinhados de perfil para a frente
almas rasgadas por transgressões legais
ao desmando arrogante e sobranceiro
dos que legalizam os crimes
e penalizam a legalidade
deste ou do outro lado
que é feição-espelho-simetria dos corações
em barricadas de gabinetes
com secretárias de cerejeira
morrem os nomes ...

(mas não morre o caminho...)



Luíz Sommerville Junior

* Inicialmente este poema chamava-se "É Pau , É Pedra" em alusão à canção Águas de Março cantada por Elis Regina(autoria de Tom Jobim-obrigado,SrMilton) e foi publicado neste site e em Távola de Estrelas em 2010.Reeditei-o hoje, 040320142204, mudando o título e também o poema.
 
Autor
sommerville
 
Texto
Data
Leituras
1117
Favoritos
2
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
20 pontos
4
0
2
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 04/03/2014 23:47  Atualizado: 04/03/2014 23:47
 Re: Amanhã
E da janela não ouço o ruído da multidão, aliás, não vejo a multidão. Da nossa janela vejo passar a sombra solitária de um transeunte sem destino, e percebo que somos todos pierrôs duma situação imposta, crise devastadora de corações...Lá vai a marcha de sorrisos tristonhos passando - lá se foi o carnaval...Eis que o fado se faz hoje mais presente em cada oração. Parabéns, amor, pela fotografia e pela poesia.
beijo

Enviado por Tópico
Volena
Publicado: 05/03/2014 00:00  Atualizado: 05/03/2014 00:00
Colaborador
Usuário desde: 10/10/2012
Localidade:
Mensagens: 12395
 Re: Amanhã P/sommerville
É assim o nosso caminho cheio pedras, percalços, engulhos e coisas boas também mas fim só na eternidade onde seguiremos quem sabe um outro caminho... Belo o poema! Abraço.
Vólena

Enviado por Tópico
RayNascimento
Publicado: 05/03/2014 15:59  Atualizado: 05/03/2014 16:54
Membro de honra
Usuário desde: 13/03/2012
Localidade: Monte Roraima - Brasil
Mensagens: 6400
 Re: Amanhã
O que será o amanhã???
Que será o nosso destino???
dos nossos filhos,netos,
e bisnetos???
Num mundo que não
respeita os idosos???
Nossas crianças são violadas
E passam fome???
onde o homem destrói a mãe-natureza
fazendo-a gemer de dor???
Onde pessoas vendem
propriedades particulares
como se fossem suas???
vendem criança e pessoas
matam pessoas na comercialização de órgãos???
Onde milhares de pessoas
pedem o pão, sem ter a oportunidade
de produzir o seu próprio sustento???
Onde temos que pagar impostos altíssimos
para pagar o "bem-bom--dos-políticos"???
Que fado traçado é este???
Que fardo temos que carregar pra sobreviver
neste mundo desumano???
Onde pessoas de bem são mortas todos os dias
por assaltantes e ladrões???
país de famílias que são trabalhadores
e a polícia "mata por engano"
Que mundo é este que vivemos???
Que Brasil-Portugal é este???

me perdoe amigo Sommerville
acho q desta vez exagerei mesmo...
fugindo um pouco do poema!!!
rsrsrrsrs!!!



Parabéns amigo por enfatizar
em um dos teus publicados:
*Carta de Jorge Sena
somente um coração sensível
como o teu se preocupa
com o próximo...
amo ler-te e me perdoe se exagero no SOCIAL
mas minhas mãos gritam no silêncio.

Open in new window

Enviado por Tópico
Transversal
Publicado: 06/03/2014 20:08  Atualizado: 06/03/2014 20:08
Colaborador
Usuário desde: 02/01/2011
Localidade: Fortaleza - Lisboa
Mensagens: 3687
 Re: Amanhã
e se o amanhã não existir?
como se tudo se desvaneceria ainda no hoje
nesse triste fado,
sem samba, deste ou do outro lado,
seria o "fim do caminho"?
"almas rasgadas
feição-espelho-simetria dos corações". Que os nomes morram sem o caminho. Magnífico Poeta Luiz. Obrigado.

Agradeço-te